07h00 - terça, 12/06/2018

Voleibolista de Odemira
é vice-campeã nacional

Voleibolista de Odemira é vice-campeã nacional

A jovem Madalena Seno Luís, atleta da equipa de juniores de voleibol feminino do Odemirense, sagrou-se vice-campeã nacional de Gira-Vólei, uma vertente da modalidade jogada a pares. O Encontro Nacional de Gira-Vólei 2018 decorreu em Castelo de Vide, no Alto Alentejo, nos dias 2 e 3 de Junho, e a jovem odemirense acabou por subir ao segundo lugar do pódio, juntamente com Margarida Lobo, de Castro Verde, com quem fez par.
"Sagrar-me vice-campeã foi algo incrível, completamente inesperado, pois foi a primeira vez que participei a nível nacional na modalidade do Gira-Vólei. Para ser sincera, é uma sensação difícil de descrever quando alcançamos objectivos para os quais trabalhamos horas e horas… Sentimos uma sensação de realização e felicidade inexplicável, principalmente quando se trata duma paixão de muitos anos como é o voleibol", conta ao "SW" a jovem atleta.
Madalena Seno Luís deslocou-se a Castelo de Vide na companhia de mais duas colegas de equipa, Else Pronk e Filipa Loução, mas as regras da competição levaram-na a fazer par com Margarida Lobo, de Castro Verde, que apenas conheceu nesse dia. Um acaso feliz, reconhece.
"Demo-nos imensamente bem e acabámos por formar uma excelente dupla", observa Madalena Seno Luís, que ao longo da prova foi sentindo que podia chegar longe. "Fui percebendo que estava bem preparada e ao nível de qualquer outra jogadora presente no Nacional. E, na verdade, foi por apenas dois pontos que não nos classificámos em primeiro lugar", diz.
Foi durante o quinto ano de escolaridade que Madalena Seno Luís começou a praticar voleibol, modalidade que sempre a fascinou.
"Desde muito cedo que tenho esta paixão! Lembro-me perfeitamente de andar no primeiro ciclo e ir ver jogos e torneios da equipa de Desporto Escolar de voleibol de Odemira. Tinha uma enorme vontade de um dia poder ser eu a vestir aquele equipamento e fazer parte do grande projecto que é o voleibol em Odemira e que tem vindo a expandir-se ao longo dos anos", conta a atleta, agradecendo a todos os que sempre a ajudaram, de colegas de equipa a treinadores, passando pelos pais, que sempre "se disponibilizaram para me levar a todas as provas e entenderam a importância do voleibol" na sua vida.
Tudo isto leva Madalena Seno Luís a garantir que estará sempre ligada à modalidade. "Um desporto não é só uma ocupação quando nos apercebemos que nos deu tanto e que nos transformou a nível pessoal duma maneira inacreditável. Por isso, quero levar esta paixão do voleibol para o resto da minha vida", diz.
Ainda assim, a jovem odemirense não coloca, para já, a possibilidade de um dia ser atleta profissional. "Tenho outras ambições para o meu futuro e conciliar o estudo e a modalidade nem sempre é algo fácil. Contudo, se tiver a oportunidade e a disponibilidade quererei sempre que o voleibol continue a fazer parte do meu percurso", remata.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h01 - segunda, 20/05/2019
Inscrições abertas
para as Brisas 2019
A Câmara de Odemira tem abertas até ao próximo dia 6 de Junho as inscrições para mais uma edição da "Brisas do Atlântico", evento desportivo multidisciplinar que vai decorrer a 10 de Junho entre o Almograve e a Zambujeira do Mar.
07h00 - segunda, 20/05/2019
Jornada sem vitórias
para equipas de Odemira
A 21ª jornada do campeonato distrital da 1ª divisão de Beja, realizada na tarde deste domingo, 19, teve um sabo amargo para as equipas do concelho de Odemira, sendo que nenhuma logrou somar os três pontos.
07h00 - quinta, 16/05/2019
Regadio no Mira com
taxa de utilização de 60%
Meio século após a construção da barragem de Santa Clara, estão a ser utilizados 60% dos cerca de 12 mil hectares abrangidos pelo Aproveitamento Hidroagrícola do Mira (AHM).
07h00 - quarta, 15/05/2019
Praias de Odemira com
mais três bandeiras azuis
No Verão de 2019 serão 12 as praias do concelho de Odemira a ostentar a Bandeira Azul, símbolo de qualidade e excelência ambiental atribuído pela ABAE-Associação Bandeira Azul da Europa.
07h00 - quarta, 15/05/2019
Vitacress vai usar
algas como fertilizante
A empresa Vitacress, com sede na freguesia de Boavista dos Pinheiros (Odemira), está a trabalhar num projecto de investigação que prevê a utilização de microalgas como fertilizante orgânico na agricultura.

Data: 10/05/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial