08h00 - quinta, 20/06/2019

AHSA defende melhores
condições de acolhimento

AHSA defende melhores condições de acolhimento

Resolver a questão do acolhimento e da integração dos cidadãos estrangeiros a trabalhar nas explorações horto-frutícolas do concelho de Odemira tem de ser uma prioridade, no sentido de garantir o desenvolvimento de um sector que já movimenta anualmente mais de 200 milhões de euros. A posição é assumida pela Associação dos Horticultores, FGruticultores e Floricultores dos Concelhos de Odemira e Aljezur (AHSA), com sede em Odemira e que congrega duas dezenas de empresas ligadas ao sector.
Em comunicado enviado ao "SW", a AHSA frisa ser "fundamental" actuar "de forma concertada, com os vários actores do território, na perspectiva de melhor gerir o dinamismo que se espera de um território de enorme potencial, como é este do Sudoeste Alentejano".
Segundo a associação, o sector debate-se, "desde há uns anos a esta parte, com uma situação crónica de escassez de mão-de-obra nacional", sendo obrigado recorrer a cidadãos estrangeiros. Nesse sentido, afirma a AHSA, "criar condições de acolhimento e de integração deverá ser o verdadeiro tema em discussão", defendendo o alojamento deste tipo de colaboradores "dentro das próprias unidades de produção agrícola, em estruturas temporárias construídas para o efeito".
No comunicado, a AHSA explica ainda que nos mais de 80.000 hectares de área de Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV), apenas em 7.000 hectares se pratica algum tipo de agricultura, dos quais 300 hectares através de estufas e 1.300 hectares com algum tipo de cobertura – ou seja, "menos de 2% da área do PNSACV e de 0,7% da área total do concelho" de Odemira.
Por isso mesmo, a AHSA afirma não se rever na moção do PS pelo desenvolvimento sustentável de Odemira.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 22/10/2019
Odemira investe 2,5 milhões
na Educação em 2019-2020
Contribuir para a promoção do sucesso escolar e para construir um território educativo "de qualidade" são os objectivos da Câmara de Odemira, que prevê investir mais de 2,5 milhões de euros na área da Educação no ano lectivo de 2019-2020.
07h00 - terça, 22/10/2019
"Praia quer andar
no pelotão da frente"
Fazer melhor que na última época é a grande ambição do Praia de Milfontes para 2019-2020, garante ao "SW" o técnico Fernando Candeias, que chegou a estar de saída mas que acabou por renovar, indo já vai na quinta temporada consecutiva a orientar a equipa.
07h00 - segunda, 21/10/2019
Naverredondense
vence Taça de Honra
A equipa do Naverredondense, do concelho de Odemira, venceu a edição de 2019-2020 da Taça de Honra da 2ª divisão distrital de Beja, que terminou neste domingo, 20 de Outubro.
07h00 - domingo, 20/10/2019
Longueira recebe
prova de BTT
A freguesia de Longueira/ Almograve recebe neste domingo, 20, a 11ª edição da prova de BTT "Entre o Rio e o Mar", promovida pela Associação Cultural Recreativa e Desportiva da Longueira/ Secção de BTT "Os Duraizos".
07h00 - sábado, 19/10/2019
Naverredondense
e GDR Amoreiras-Gare
na Taça de Honra
As equipas do Naverredondense e do GDR Amoreiras-Gare, ambas do concelho de Odemira, disputam neste sábado, 19 de Outubro, as meias-finais da final four da Taça de Honra da 2ª divisão distrital de Beja.

Data: 18/10/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial