07h00 - quinta, 31/10/2019

Naverredondense
está a viver um sonho

Naverredondense está a viver um sonho

Aquele que é considerado o clube mais pequeno de Portugal está a viver um verdadeiro "sonho" no início da época 2019-2020! Isto porque o Beira Serra/ Naverredondense, da pequena aldeia de Nave Redonda (freguesia de Sabóia), acaba de vencer a Taça de Honra da 2ª divisão distrital de Beja, contrariando todas as expectativas… até as dos seus adeptos mais optimistas.
"As únicas pessoas que acreditavam nisto era eu e os jogadores", confessa ao "SW", com evidente (e natural) orgulho, o técnico Luís Coelho. "Se já era benéfico passarmos à segunda fase da Taça, passarmos às meias-finais e depois vencer a final foi espectacular", acrescenta o treinador de 44 anos, que depois de nos últimos três anos ter representado o clube como atleta assumiu, nesta temporada, o comando técnico da equipa.
O Naverredondense chegou à final four da Taça da Honra da 2ª divisão distrital de Beja depois de ter vencido a Série D da fase de grupos, com sete pontos conquistados em três jornadas. Nas meias-finais, disputadas a 19 de Outubro em Barrancos, a equipa derrotou o "super-favorito" União Serpense por duas bolas a uma. E na final, que se realizou no dia seguinte em Sabóia, a formação da Nave Redonda derrotou o GDR Amoreiras-Gare por 4-2.
"A maior parte das pessoas não conhece estes jogadores e, se calhar, estes bons resultados foi por eles não nos conhecerem e não se prepararem devidamente. Porque ganhámos a boas equipas, que não o deixam de ser por terem perdido connosco. Mas também não somos o Naverredondense de há três anos atrás, de certeza absoluta", vinca Luís Coelho.
Segundo o técnico do Beira Serra, quando estava dentro das quatro linhas o que mais costumava ouvir da bancada eram frases do género "Como é que não ganharam à Nave Redonda…". "E agora já dizem: 'Temos de ganhar ao campeão!'. É uma mudança de mentalidade muito grande e que até é estranha para alguns jogadores", observa.
Esta reviravolta completa deve-se, na opinião de Luís Coelho, ao grande espírito "de união" que existe no seio do plantel. "O verdadeiro segredo destas vitórias é a união. Posso garantir que, com 44 anos e quase 30 de futebol, este é o melhor balneário por onde passei. E feito assim em dois ou três meses", sublinha.
A isto o técnico acrescenta as mudanças operadas no clube no plano organizacional. "As condições que pedi e que o presidente garantiu foi em termos de organização. O clube deu uma volta da cabeça aos pés. Estamos mais organizados em tudo, desde refeições a condições de transporte", destaca Luís Coelho, que ainda assim tem noção que a sua equipa não é imbatível e que "não vai ganhar todos os jogos". Porém, a ambição é mais que muita e sonhar é completamente legítimo.
"O nosso grande objectivo é ganhar o próximo jogo, com o Pereirense. E depois logo se vê… Mas quem é que não quer chegar à segunda fase? Por isso, vamos pensando só jogo-a-jogo, porque estamos a jogar contra equipas que treinam e que pagam a jogadores. Aqui recebem os jogadores sandes e fruta, que mais lhes posso exigir?", remata com um brilhozinho nos olhos.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

08h00 - segunda, 30/03/2020
Nacionais e distritais
de formação de futebol
e futsal concluídos
A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou na sexta-feira, 27, ter dado por concluídos os campeonatos nacionais e distritais de futebol e futsal nos escalões de formação, em virtude da pandemia de Covid-19 que está a afectar todo o território de Portugal.
08h00 - segunda, 30/03/2020
"Juntos pelo Sudoeste" exige
medidas às empresas agrícolas
O movimento "Juntos pelo Sudoeste" veio a público exigir "responsabilidade social" às empresas agrícolas dos concelhos de Odemira e de Aljezur, onde trabalham centenas de pessoas de origem estrangeira, no combate à pandemia de Covid-19 que afecta Portugal.
07h00 - sexta, 27/03/2020
Tranquilidade nos
lares do concelho
de Odemira
Os idosos são o principal grupo de risco face à pandemia da Covid-19, que nas últimas duas semanas virou o país do "avesso".
07h00 - sexta, 27/03/2020
Presidente da AHSA diz que
"agricultura não pode parar"
Em entrevista ao "SW", o presidente da AHSA-Associação do Horticultores, Fruticultores e Floricultores dos Concelhos de Odemira e de Aljezur reconhece que pandemia da Covid-19 que afecta actualmente Portugal (e todo o mundo) está a ter forte impacto "no planeamento produtivo" das empresas associadas.
13h39 - quinta, 26/03/2020
Primeiro caso
de Covid-19 no
concelho de Odemira
Está confirmado o primeiro caso positivo de um doente infectado com Covid-19 no concelho de Odemira, adianta nesta quinta-feira, 26, em comunicado, a Protecção Civil Municipal de Odemira (PCMO), revelando ser "um caso importado vindo da região de Lisboa na passada sexta-feira, dia 20".

Data: 27/03/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial