07h00 - sexta, 08/11/2019

Cante, baldão e petiscos
nas aldeias de Odemira

Cante, baldão e petiscos nas aldeias de Odemira

Haverá cante ao baldão e "jantares" de chícharos, viola campaniça e cozido de couve, poesia popular e achigã frito com arroz de tomate: é juntando as tradições locais aos petiscos mais regionais que se dá "forma" à edição de 2019 do roteiro "Sonoridades & Sabores", que vai passar por seis aldeias do concelho de Odemira.
A iniciativa, que arranca já neste sábado, 9, é promovida pela Associação para o Desenvolvimento de Amoreiras-Gare, em parceria com o Centro de Valorização da Viola Campaniça e Canto de Improviso e Câmara de Odemira e com os apoios das juntas de freguesia de São Martinho das Amoreiras, São Teotónio, Santa Clara-a-Velha, Sabóia, Relíquias e Colos. O objectivo é "dinamizar as aldeias das freguesias mais interiores do concelho de Odemira".
"Este evento marca a actividade cultural de Inverno na região e ultrapassou há muito a procura da população exclusivamente concelhia. Hoje, o roteiro 'Sonoridades & Sabores' é procurado por centenas de pessoas desde populares, músicos, cantadores e musicólogos que procuram viver e experienciar aquele eco-sistema cultural e social", observa a vereadora da Cultura da Câmara de Odemira.
Segundo Deolinda Seno Luís, "a necessidade de afirmar a cultura e as artes locais como alicerce da identidade e assim diferenciar territórios, a percepção da importância da cultura para o desenvolvimento e o retomar do orgulho pelas tradições, 'estórias' e hábitos, têm contribuído para dignificar o que pertence ao património de um povo".
"Este trabalho de valorização e promoção da viola campaniça tem, por isso, associado uma grande aposta municipal e de um conjunto de entidades locais", que é o Centro de Valorização da viola Campaniça e do Cante de Improviso, "que se desenvolve em grande número de freguesias do concelho de Odemira, permitindo a aprendizagem do toque, a construção e a formação musical em torno da campaniça, bem como o aperfeiçoamento do cante ao despique, desde crianças com seis anos até à população mais idosa", continua a autarca.
Tudo isto faz com que, reforça Deolinda Seno Luís, a viola campaniça tenha passado "a ser património vivo", "uma marca do concelho" que "faz parte dos valores e bens que são passados a crianças e jovens no seu processo formativo".
O programa das seis "etapas" do "Sonoridades & Sabores 2019" incluem sempre cante a baldão acompanhado por viola campaniça, poesia popular e acordeonistas.
A iniciativa arranca a 9 de Novembro (sábado), no Café Poço Novo, em São Martinho das Amoreiras, sendo o grupo convidado os "Vint´Veri". A ementa terá à disposição jantar de chícharos, galinha em molho de tomate e carne de porco à alentejana.
No dia 23 de Novembro o roteiro passa pelo Café Mira Fóia, em Choça dos Vales (São Teotónio), onde também actuarão os "Vint'Veri". Cozido de couve no chão, frango guisado com batatas e cabrito estufado são as propostas gastronómicas.
O Café Ângelo, em Cortes Pereiras (Santa Clara-a-Velha), recebe o "Sonoridades & Sabores" a 7 de Dezembro, com a actuação do Grupo Musical Amoreirense e "pitéus" como galinha guisada com batatas, ensopado de borrego e bochechas de porco preto estufadas. E a 21 de Dezembro será a vez do Restaurante Flor do Campo, em Sabóia, com o grupo "Atar e Pôr ao Fumeiro", tendo na ementa achigã frito com arroz de tomate, cozido de couve à alentejana e galinha de cebolada.
O "Sonoridades & Sabores" vai continuar em Janeiro de 2020. Primeiro, no dia 11, no Café Miguel na Ribeira do Salto (Relíquias), com a actuação de Pedro Mestre & Amigos e tendo na ementa feijoada de leitão, sopas de tomate e carne de porco à alentejana. A fechar, no dia 25 de Janeiro, o Restaurante Eira da Lagoa recebe o grupo "Atar e Pôr ao Fumeiro" e serve pratos como migas com entrecosto, cozido de grão à alentejana e bacalhau à lagareiro.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 12/12/2019
Obras de requalificação
avançam no Mercado do Cercal
A Câmara de Santiago do Cacém já adjudicou as obras de requalificação do Mercado Municipal de Cercal do Alentejo, avaliadas em pouco mais de 161 mil euros e que integram o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) do concelho.
07h00 - quarta, 11/12/2019
Santo André recordou
padre Manuel Malvar
O padre Manuel Malvar, já falecido, foi homenageado no passado domingo, 8, em Santo André, com a atribuição do seu nome ao Largo da Aldeia, numa cerimónia promovida pela Câmara de Santiago do Cacém.
07h00 - terça, 10/12/2019
Festival apoia
Bombeiros de Alvalade
A organização da sexta edição do festival "Alvalade Arise" angariou um total de 300 euros, verba que já entregou à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alvalade.
09h00 - sábado, 07/12/2019
CM Santiago recorda
antiga Rua das Lojas
A Câmara de Santiago do Cacém inaugura neste sábado, 7, pelas 15h00, no Largo 25 de Abril, a exposição "De São Sebastião às Portelas: Memórias da Rua das Lojas", que pretende recuperar as memórias desta antia via comercial da localidade.
07h00 - quarta, 20/11/2019
Deputados do PS
questionam sobre HLA
Os deputados do PS eleitos pelos distritos de Beja e Setúbal questionaram na Assembleia da República o Governo, através da ministra da Saúde, sobre os problemas verificados no Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém.

Data: 13/12/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial