07h00 - segunda, 09/12/2019

Incluir pelo desporto
na EB 2,3 de Odemira

Incluir pelo desporto na EB 2,3 de Odemira

É sabido que o desporto é uma das melhores "ferramentas" de inclusão e foi precisamente esse espírito de partilha e entreajuda que se sentiu recentemente no Pavilhão Desportivo de Odemira, que acolheu o I Encontro de Boccia, promovido pelo Agrupamento de Escolas de Odemira (AEO).
"O encontro, como primeira edição, foi espectacular! Tivemos as escolas de Almodôvar, Ourique e Aljustrel como convidadas, mais a equipa de Odemira e a da Associação de Paralisia Cerebral de Odemira (APCO), que estava a fazer assessoria na arbitragem e no apoio a todos os elementos do staff. O feedback foi muito bom", garante ao "SW" o professor Hugo Silva, 42 anos, responsável pela equipa de boccia do AEO.
De acordo com este docente de Educação Física, este é um projecto que nasceu no início do presente ano lectivo de 2019-2020, motivado "pela necessidade de dar resposta aos alunos das Equipas Multidisciplinares de Apoio à Inclusão que existem no Agrupamento, quer na EB 2,3 Damião de Odemira, quer na Escola Secundária". "Então decidimos criar um grupo-equipa de desporto escolar, que tem actualmente oito elementos, precisamente para desenvolvermos dentro da escola uma dinâmica competitiva que desse resposta às necessidades desses alunos", explica.
Hugo Silva acrescenta que, dado o projecto ter o "espírito de integrar a comunidade no âmbito do ensino inclusivo", se juntaram aos alunos com necessidades educativas especiais (NEE) outros jovens que sentem "motivação pela prática da modalidade". "O próprio regulamento da competição exige que tenhamos sempre alunos que pertençam às equipas multidisciplinares – neste caso alunos com NEE –, assim como alunos que fazem o currículo normal da escola e que estão a praticar a modalidade de boccia como se fosse outra qualquer", revela.
O professor reconhece que todo o projecto está ainda a dar "os primeiros passos", mas garante que são muitas as mais-valias dele decorrentes. "Isto acaba por entroncar na questão da inclusão. Mas o objectivo principal é mesmo despertarmos uma consciência eclética na nossa comunidade escolar, para que os alunos tenham acesso a modalidades alternativas e que fogem ao âmbito daquilo que vulgarmente praticamos. Mas o caminho é muito grande para chegarmos até lá", nota Hugo Silva.
Ainda assim, o arranque do projecto está a ser bastante animador. "Tem havido interesse, nomeadamente porque criámos uma estratégia diferente. Começámos por desenvolver uma parceria com a APCO (que é um parceiro essencial) e fomos também à procura do público mais sensível, que é o público do primeiro ciclo. Os professores do primeiro ciclo que estão a fazer as coadjuvações levam o jogo à escola em ambiente adaptado e até criámos uma situação de jogo lúdica para eles", revela Hugo Silva.
O docente espera que esta "estratégia" dê os seus frutos a médio-prazo, até porque estas crianças vão chegar ao segundo e ao terceiro ciclos "já familiarizados com a modalidade". "A partir daí será mais fácil conseguirmos falar a mesma linguagem e transformar o boccia numa modalidade que pode ser praticada de uma forma mista e aproximada a todos os eles", conclui.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 24/09/2021
Concelho de Odemira vai
escolher novos autarcas
Está a chegar ao fim o ciclo de José Alberto Guerreiro à frente dos destinos da Câmara de Odemira.
07h00 - quinta, 23/09/2021
Câmara de Odemira abre
candidaturas para bolsas de estudo
A Câmara de Odemira tem abertas, até 15 de outubro, a fase de candidaturas às bolsas de estudo para o ensino secundário e superior para os alunos do concelho.
07h00 - quinta, 23/09/2021
Projeto da Junta
de São Luís apoiado
pelo Fundo Ambiental
Um projeto da Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está entre os 19 que vão ser apoiados em todo o país pelo Fundo Ambiental, no âmbito do aviso "JUNTAr+", que visa a promoção de projetos de economia circular.
07h00 - terça, 21/09/2021
Câmara de Odemira retoma
programa "Viver Ativo"
A Câmara de Odemira retoma nesta terça-feira, 21, as aulas do "Viver Ativo", programa municipal de desporto para seniores que visa promover "a melhoria da qualidade de vida e bem-estar da população sénior do concelho".
07h00 - segunda, 20/09/2021
TAIPA lança projeto para reduzir
"impacto psicológico" da pandemia
A cooperativa Taipa, com sede em Odemira, está a dinamizar um projeto-piloto para prevenir e reduzir o "impacto psicológico" da pandemia de covid-19 entre a população do concelho, foi hoje anunciado.

Data: 17/09/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial