07h00 - sexta, 03/07/2020

Participação de crimes
aumenta no Alentejo Litoral

Participação de crimes aumenta no Alentejo Litoral

A participação de crimes aumentou no Alentejo Litoral em 2019 face ao ano anterior, revela o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) 2019, aprovado na passada semana pelo Conselho Superior de Segurança Interna. De acordo com o documento, a que o "SW" teve acesso, em 2019 registou-se um total de 3055 crimes participados às autoridades na região, sendo o concelho de Odemira o que regista o maior número de participações ao longo do ano passado, num total de 773 (mais 17 em que 2018).
Tal como em Odemira, o número de participações à GNR ou PSP em 2019 também aumentou em Grândola e em Sines. Em Grândola foram registadas 582 participações (mais 104 que no ano transacto) e em Sines 630 (mais 71).
Por oposição, em Alcácer do Sal foram registadas em 2019 menos 132 participações de crimes que em 2018 (de 584 para 452) e em Santiago do Cacém a diminuição foi de 22 participações (640 em 2018 e 618 em 2019).
Em termos distritais, o RASI 2019 revela que a criminalidade geral diminuiu 2,6% no distrito de Beja (que abrange o concelho de Odemira) no último ano, com um total de 4.111 participações. Já a criminalidade violenta e grave aumentou 3,8% no último ano, com um total de 109 participações em todo o distrito.
Quanto ao distrito de Setúbal, que engloba os concelhos de Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines, a criminalidade geral aumentou 2% em 2019, com um total de 30.591 participações. Quanto à criminalidade violenta e grave, a região registou um aumento de 3%, com 1.551 crimes participados.
No todo nacional, e segundo os dados do RASI 2019, Beja é o quinto distrito com menos criminalidade, ficando apenas atrás de Bragança, Évora, Portalegre e Guarda. Já Setúbal é o terceiro distrito do país com mais crimes participados, sendo apenas superado por Lisboa e Porto.
Segundo o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, o RASI 2019 "consolida" a imagem de Portugal, "reconhecida internacionalmente como o terceiro país mais seguro e pacífico do mundo".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 27/07/2021
Politécnico de Setúbal
vai abrir escola em Sines
O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) e a Câmara de Sines assinaram nesta segunda-feira, 26, um protocolo de colaboração, visando a instalação de uma escola superior na cidade do Alentejo Litoral.
07h00 - quinta, 22/07/2021
Porto de Sines cresceu
mais de 23% até junho
O Porto de Sines registou, no primeiro semestre de 2021, uma movimentação acumulada de 24 milhões de toneladas, o que representa um crescimento homólogo de 23,8%.
07h00 - quarta, 21/07/2021
Repsol apoia associações
do concelho de Sines
A Repsol Polímeros, a Câmara de Sines e 23 associações e instituições do concelho assinaram recentemente os protocolos de colaboração relativos a 2021, num investimento total de 61 mil euros por parte da empresa.
07h00 - terça, 20/07/2021
PS anuncia candidatos
no concelho de Sines
A candidatura do PS anunciou, em comunicado, os seus cabeças-de-lista aos órgãos autárquicos do concelho de Sines nas próximas eleições Autárquicas, confirmando a candidatura de Nuno Mascarenhas a um terceiro mandato na Câmara de Sines.
07h00 - sexta, 16/07/2021
Docapesca investe 1,2 milhões
em novo edifício em Sines
A empresa Docapesca – Portos e Lotas, promove nesta sexta-feira, 16, a sessão de assi-natura do contrato da empreitada de construção do edifício de apoio à trasfega de pes-cado do cerco do porto de pesca de Sines, investimento avaliado em cerca de 1,2 mi-lhões de euros.

Data: 16/07/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial