07h00 - segunda, 19/10/2020

Odemira exige reposição
das freguesias ao Governo

Odemira exige reposição das freguesias ao Governo

A Assembleia Municipal de Odemira aprovou, por maioria, uma moção apresentada pela bancada da CDU onde é exigida ao Governo a reposição das freguesias extintas em 2013. A moção foi discutida e votada na sessão realizada no passado dia 25 de Setembro.
De acordo com o documento, a que o "SW" teve acesso, o processo de agregação/extinção de 1168 freguesias, no âmbito da chamada "Lei Relvas", "mereceu generalizada contestação e oposição das populações e da esmagadora maioria dos órgãos autárquicos", sendo que, "ao contrário do propagandeando", "na generalidade não trouxe ganhos financeiros nem contribui para o reforço da coesão territorial", acentuando apenas "as assimetrias regionais já existentes".
"Ao encerramento de inúmeros serviços públicos pelo país, a extinção de freguesias veio ainda esvaziar e agravar mais a vida em muitas localidades, em particular nas zonas rurais e de interior, onde a freguesia era a entidade que restava, deixando as populações ao abandono", sublinha a moção.
No documento, a CDU lembra que entre 2013 e 2017 foram apresentadas iniciativas legislativas na Assembleia da República, "com o objectivo de repor as freguesias extintas", que "foram rejeitadas com o voto de PS, PSD e CDS".
Ainda assim, continua a moção, "as populações de norte a sul do país continuam a reivindicar a reposição das freguesias extintas contra a sua vontade" e a ANAFRE, nos seus congresso de 2018 e 2020, colocou igualmente "como exigência a reposição das freguesias extintas contra a sua vontade".
A CDU recorda que desde 2018 que o Governo PS "anunciou ir apresentar uma lei de criação de freguesias, que permitiria corrigir os erros criados pela extinção de freguesias imposta pelo Governo PSD/CDS" e, nesse sentido, considera que "a reposição das freguesias extintas, com eleições em 2021, é um acto de inteira justiça e uma exigência democrática".
Por tudo isto, a moção aprovada pela Assembleia Municipal de Odemira reclama do Governo e da Assembleia da República "as medidas legislativas necessárias para reposição de freguesias extintas contra a vontade das populações e dos respetivos órgãos autárquicos", exigindo que "todo o processo esteja concluído de forma a assegurar as eleições no acto eleitoral de 2021".


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quarta, 25/11/2020
Exposição de azulejaria
em Alcácer do Sal
O Museu Municipal Pedro Nunes, em Alcácer do Sal, tem patente até ao dia 4 de Dezembro uma exposição de azulejaria, intitulada "À descoberta das reservas do Museu Municipal Pedro Nunes-A Azulejaria do Século XVII".
07h00 - sexta, 20/11/2020
Câmara Municipal lança
"Alcácer à sua Mesa"
A Câmara de Alcácer do Sal vai promover a iniciativa "Alcácer à sua Mesa", que visa apoiar os restaurantes do concelho através da entrega ao domicílio das suas refeições nos fins-de-semana em que vigorar o recolher obrigatório a partir das 13h00.
07h00 - quinta, 19/11/2020
Melhores condições para
visitas no Centro
Social de Rio de Moinhos
A Câmara de Alcácer do Sal colocou uma divisória em acrílico numa das salas do Centro Social de Rio de Moinhos, no sentido de criar todas as condições de segurança para visitas na instituição mesmo neste tempo de pandemia.
07h00 - quarta, 18/11/2020
Mercado do Torrão
vai ter nova cobertura
A Câmara de Alcácer do Sal iniciou nesta terça-feira, 17, as obras de substituição da cobertura do Mercado Municipal do Torrão, empreitada avaliada em quase 46 mil euros, a que acresce a taxa de IVA em vigor.
07h00 - segunda, 16/11/2020
CM Alcácer do Sal cede
nova verba aos bombeiros
A Câmara de Alcácer aprovou na passada semana, em reunião do executivo, a atribuição de um subsídio extraordinário de 2500 euros à Associação Humanitária de Bombeiros Mistos de Alcácer do Sal (AHMBAS).

Data: 27/11/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial