07h00 - sexta, 24/09/2021

Grândola e Alcácer:
CDU tenta manter
maioria nestas câmaras

Grândola e Alcácer: CDU tenta manter maioria nestas câmaras

Os concelhos de Grândola e de Alcácer do Sal são liderados pela CDU desde 2013 e nas eleições Autárquicas de domingo, 26, os comunistas tentam manter as atuais maiorias, apesar da forte oposição do PS.

Grândola
A Câmara de Grândola é a que tem menos candidaturas em todo o Alentejo Litoral nestas eleições Autárquicas de 2021.
Uma das quais é protagonizada pelo atual autarca, o comunista António Figueira Mendes. Aquele que foi o primeiro presidente da autarquia da "vila morena" no pós-25 de Abril, entre 1976 e 1989, reconquistou o município para a CDU em 2013 e tenta agora ser reeleito para um terceiro mandato.
Pela frente vai ter a oposição do atual vereador (eleito como independente) António Candeias, que agora se candidata pelo PS e que quer "criar um diálogo com todos os investidores" interessados neste território "de uma forma equilibrada", defendendo "emprego de qualidade" e de "alta tecnologia".
Já a coligação PSD/CDS-PP tem como cabeça-de-lista em Grândola o empresário Jacinto Ventura, cujas apostas, em caso de eleição a 26 de setembro, passarão pelas áreas da educação e do turismo, assim como pela criação de habitação a preços controlados neste concelho do Alentejo Litoral.
Nas Autárquicas de 2017, a CDU foi a força mais votada para a Câmara de Grândola, com 43,48% dos votos e elegendo quatro vereadores. Já o PS alcançou 31,45% dos votos (elegendo dois vereadores) e um movimento independente 12,97% (um vereador).

Alcácer do Sal
A Câmara de Alcácer, gerida pela CDU desde 2013, conta com quatro candidatos nas eleições autárquicas deste ano, entre os quais o atual presidente, Vítor Proença.
Com um terceiro mandato no horizonte, o candidato comunista já assumiu a pretensão de "continuar a mudar" Alcácer do Sal "para melhor", mantendo os "avanços seguros que o concelho está a viver" nos últimos oito anos.
Opinião diferente tem a candidatura do PS, encabeçada pela atual deputada Clarisse Campos, que ambiciona colocar "em prática uma estratégia clara para este território, centrada nas pessoas e na valorização daquilo que é a identidade" do concelho.
Por sua vez, o gestor Gonçalo Nunes é a aposta do PSD no concelho alcacerense, liderando uma lista que quer resolver a falta de capacidade do atual executivo da CDU para "atrair investimento privado, gerador de emprego qualificado", para o território de Alcácer do Sal.
Já o Chega candidata à Câmara Municipal de Alcácer do Sal João Paiva, que trabalha numa empresa de produção de relva no concelho, onde reside há apenas um ano, apesar da sua família paterna ser natural deste município.
Nas eleições de 2017, a CDU venceu a "corrida" à Câmara de Alcácer do Sal por apenas 349 votos, garantindo uma votação de 46,92% e a eleição de quatro vereadores. O PS teve 41,29% dos votos, garantindo os restantes três vereadores do atual executivo municipal.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sábado, 16/10/2021
Workshop de
alimentação saudável
em São Luís
A Câmara de Odemira promove neste sábado, 16, pelas 15h00, no Mercado Municipal da localidade de São Luís, o workshop "Alimentação Saudável".
07h00 - sábado, 16/10/2021
Jovem de Odemira
encena peça de Hemingway
"Muito para o Largo ou Santiago e o Mar" é o título da peça de teatro, com encenação e interpretação da jovem atriz odemirense Sónia Barradas, que vai ser apresentada em Odemira neste sábado, 16.
07h00 - quinta, 14/10/2021
Dispositivo de combate a
incêndios rurais prorrogado
O ministro da Administração Interna anunciou a prorrogação, até 31 de Outubro, do dispositivo terrestre de combate a incêndios rurais nos corpos de bombeiros.
14h37 - terça, 12/10/2021
Prisão preventiva para
suspeito de atear incêndio
nas instalações do CFO
O alemão de 35 anos suspeito da autoria do incêndio que na madrugada de sábado, 9, destruiu as instalações do Clube Fluvial Odemirense (CFO), em Odemira, vai aguardar julgamento em prisão preventiva.
07h01 - terça, 12/10/2021
Câmara de Odemira vai
apoiar Fluvial Odemirense
O novo presidente da Câmara de Odemira, o socialista Hélder Guerreiro, anunciou nesta segunda-feira que a autarquia está "totalmente disponível" para apoiar o Clube Fluvial Odemirense (CFO), cujas instalações foram destruídas por um incêndio na madrugada de sábado, 9.

Data: 15/10/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial