André Teixeira, proprietário de uma escola de surf na praia da Vieirinha, no concelho de Sines, cresceu no litoral e, assim que experimentou entrar na água com uma prancha de surf, ficou \"aficionado\", pela modalidade e \"pelo contacto com o mar\".' /> Mar "inspira" novos negócios no Alentejo Litoral [Jornal Sudoeste] André Teixeira, proprietário de uma escola de surf na praia da Vieirinha, no concelho de Sines, cresceu no litoral e, assim que experimentou entrar na água com uma prancha de surf, ficou \"aficionado\", pela modalidade e \"pelo contacto com o mar\".' >
07h00 - segunda, 20/06/2022

Mar "inspira" novos
negócios no Alentejo Litoral

Mar "inspira" novos negócios no Alentejo Litoral

Cada vez mais negócios na costa alentejana tiram proveito do mar e atraem turistas à procura de novas aventuras. Desde o surf ao enoturismo subaquático, há um 'mar' de possibilidades à espreita na região.
André Teixeira, proprietário de uma escola de surf na praia da Vieirinha, no concelho de Sines, cresceu no litoral e, assim que experimentou entrar na água com uma prancha de surf, ficou "aficionado", pela modalidade e "pelo contacto com o mar". "Foi o surf que fez esta 'ponte', que, mais tarde percebi, é mesmo a ligação com o mar", conta.
Desde 2003 que o também instrutor da modalidade tira proveito das condições que a costa do Litoral Alentejano oferece, principalmente para a aprendizagem do surf, e a aposta neste negócio tem-se revelado cada vez mais rentável.
Mais a sul, na praia da Franquia, em Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira, onde o mar se junta com o rio, António Pereira desafia os turistas para passeios de "Stand UpPaddle" (SUP), que começou a desenvolver há cerca de cinco anos.
"Na altura, já andava a querer abrir um negócio relacionado com o surf, porque sempre fiz surf desde criança e desportos relacionados com o mar, mas, entretanto, experimentei o SUP e achei que era uma boa oportunidade para investir nessa área", refere.
Na pequena escola de madeira, instalada no areal da praia, não faltam pranchas, remos e coletes para garantir a segurança de quem pratica a modalidade, que tem sido bem recebida pelos banhistas.
O investimento inicial garantiu a "compra dos equipamentos" para avançar com o negócio, que não para ao longo do ano, com clientes de todas as idades.
"Não há nenhum mês em que não tenha trabalho. Nos meses de inverno, está sempre mais fraquinho, dá para ir trabalhando, mas o que compensa mesmo é desde maio até princípio de novembro, que é sempre a trabalhar", conta.
Entre as inúmeras atividades que se podem encontrar na costa alentejana, há também quem "plante" garrafas de vinho no fundo do mar, para serem depois "colhidas" a várias profundidades.
A Adega do Mar, projeto da empresa Ecoalga, está em crescimento no porto de recreio de Sines, e este ano vai apostar no enoturismo subaquático.
"O que é que vamos fazer com isto? O turista, o nosso cliente, deseja recolher uma garrafa de vinho e pode fazê-lo", revela o proprietário da Ecoalga, Joaquim Parrinha.
Com 8.000 garrafas de vinho submersas, de vários produtores, o empresário espera, até final do ano, chegar às 10.000, mas "há espaço para cerca de um milhão" no porto de recreio, admite.
"Temos vinhos a diferentes profundidades. Trabalhamos desde os 10 até aos 40 metros, para perceber o que é que o mar faz à bebida" e "trabalhamos também a caracterização da garrafa, que é uma das formas de vincularmos o mar ao nosso produto do vinho", conclui.

Texto: Helga Nobre | Agência Lusa


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 05/08/2022
Programa regional
Alentejo 2021-2027
em consulta pública
A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo tem a decorrer, até final de agosto, a consulta pública do programa, e respetiva Avaliação Ambiental Estratégica, para o período de programação de 2021 a 2027.
07h00 - sexta, 05/08/2022
Artista ucraniana
com exposição na
Biblioteca de Odemira
A Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira, tem patente, até dia 26 de agosto, a exposição de pintura "Energias Cintilantes Entre Nós", da artista ucraniana Anna Ovcharova.
07h00 - quinta, 04/08/2022
Projeto "Humiverso"
quer transformar
resíduos em fertilizantes
Criar estações de transformação de resíduos orgânicos em corretivos orgânicos, acompanhado de consultoria, é o grande objetivo do projeto "Humiverso", premiado como melhor "Ideia Empreendedora e Criativa" no âmbito da edição deste ano dos prémios "Espírito Empreendedor".
07h00 - quinta, 04/08/2022
"Odemira é uma referência
para a raça Limousine"
Em entrevista ao "SW, presidente da Associação Portuguesa de Criadores de Bovinos da Raça Limousine, Joaquim Carvalho, faz retrato do setor e reconhece que FACECO-Feira das Atividades Culturais e Económicas de Odemira é sempre um momento importante para a raça.
07h00 - quarta, 03/08/2022
Câmara de Odemira
quer organizar
Gala do Desporto
A Câmara de Odemira pretende organizar, no próximo mês de novembro, a Gala do Desporto, para distinguir quem, ao longo do ano, teve "um papel preponderante no desenvolvimento do desporto no concelho" ou contribuiu "para a elevação do nome de Odemira" através da atividade desportiva.

Data: 29/07/2022
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial