12h49 - quinta, 17/10/2019

Expectativa e (muitos) desafios


Carlos Pinto
Nas eleições Legislativas do passado dia 6 de Outubro o PS do Baixo Alentejo garantiu aquele que era o seu grande objectivo: voltar a eleger dois deputados (em três) pelo círculo de Beja, o que já não sucedia desde 2009, aquando da reeleição de José Sócrates. Depois de ter falhado esta meta em 2015 por pouco mais de 500 votos, este desiderato foi alcançado sem grande surpresas em 2019, o que permitiu a eleição para o Parlamento de Pedro do Carmo e de Telma Guerreiro, até agora vereadora no Município de Odemira.
Segue-se uma legislatura de quatro anos, seguramente tão exigente como a anterior, ainda que com novos contornos e sem "geringonça". As expectativas são muitas e os desafios ainda maiores, cabendo ao Governo António Costa a responsabilidade de saber dar a melhor resposta possível. Mas neste enquadramento também os deputados eleitos pelo distrito terão a sua quota parte de responsabilidade, sobretudo na concretização daquelas que são as principais reivindicações da região.
No caso de Telma Guerreiro, é muita a expectativa depositada no seu trabalho a partir da Assembleia da República, sendo que, segundo revela a própria ao "SW" [ver página 5], são para já quatro as prioridades que vai ter no âmbito da sua acção enquanto deputada: a melhoria das acessibilidades e transportes, o reforço dos serviços públicos de proximidade (nomeadamente do Serviço Nacional de Saúde), a promoção das potencialidades económicas do território, e a participação cívica dos mais jovens.
Estas são, sem dúvida, quatro áreas essenciais ao desenvolvimento de qualquer território e em que o trabalho a fazer no distrito de Beja é mais que muito. Por isso mesmo, a hora é de arregaçar as mangas e trabalhar. Deixar passar mais quatro anos será tempo demais.

2. Está em marcha um plano de investimento no Porto de Sines avaliado em mais de 1.100 milhões de euros, que passa, por um lado, pela concessão do Terminal XXI à PSA por mais 20 anos e, por outro lado, pela construção do novo Terminal Vasco da Gama. Um e outro projecto estimam a criação de cerca de 2.250 novos postos de trabalho e podem fazer de Sines um dos portos mais importantes do mundo. Que esta seja uma oportunidade também para a região e não que esta fique… a ver navios!



COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 22/11/2019
Algarvio vence concurso
de fotografia em Odemira
João Costa, com a fotografia "Sozinha na Tempestade", venceu a 10ª edição do Concurso Nacional de Fotografia, promovido pela Câmara de Odemira e pela associação Sopa dos Artistas, que este ano foi dedicado à barragem de Santa Clara.
07h00 - sexta, 22/11/2019
Câmara de Sines com orçamento
de 47,1 milhões para 2020
A Câmara de Sines vai contar em 2020 com um orçamento de cerca de 47,1 milhões de euros, quase mais 13 milhões de euros que o valor orçamento para este ano de 2019.
07h00 - sexta, 22/11/2019
Iniciativa solidária
apoia lar da Zambujeira
A edição de 2019 da iniciativa "Rock'n'Law", que tem o alto patrocínio da Presidência da República, vai este ano angariar fundos para apoiar a Associação de Solidariedade Social Nossa Senhora do Mar, na Zambujeira do Mar, no concelho de Odemira.
10h00 - quinta, 21/11/2019
Detido por tráfico de
droga em São Teotónio
A GNR deteve na segunda-feira, 18, em São Teotónio, um homem de 60 anos suspeito da prática dos crimes de tráfico e cultivo de estupefacientes, que irá aguardar julgamento em prisão preventiva.
10h00 - quinta, 21/11/2019
CM Sines diminui taxa
de participação no IRS
A Câmara de Sines vai aplicar em 2020 uma taxa de 4,35% na participação da autarquia no IRS nos munícipes, menos 0,05 pontos percentuais do que a taxa cobrada este ano e menos 0,65 pontos percentuais do que a taxa máxima prevista na lei (5%).

Data: 15/11/2019
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial