14h54 - quinta, 24/03/2022

Quatro anos que serão desafiantes


Carlos Pinto
À hora em que fechamos esta edição do "SW" [pelas 18h00 de quarta-feira, 23 de março], ainda não era oficialmente conhecida a composição do novo Governo de António Costa, embora já fossem públicos alguns "sinais": serão 17 ministros e mais 38 secretários de Estado, ou seja, menos 20 por cento de membros relativamente ao anterior executivo, além de se verificarem algumas mudanças na própria orgânica governamental, com agregações de pastas e secertarias de Estado a mudar de ministério.
A composição do novo Governo foi anunciada precisamente no dia em que Portugal passou a contabilizar, no último século, mais dias a viver num regime democrático do que sob o "punho férreo" de uma ditadura. E isso constitui, sem dúvida, um sinal para o futuro que se deseja, por forma a "libertar" o país de algumas das "amarras" que teimam em mantê-lo num estádio de desenvolvimento abaixo do esperado (e desejado).
Os próximos quatro anos serão, portanto, desafiantes e extremamente importantes para o caminho que Portugal tem a percorrer. Com uma maioria absoluta (e ainda mais reforçada depois da repetição das eleições no círculo da Europa), António Costa e o PS têm hoje todas as condições para aplicar o modelo estratégico que preconizam e, desse modo, alavancar o país para poder torná-lo mais sustentável, coeso e desenvolvido.
Não será uma tarefa nada fácil, sobretudo por ter de lidar com uma guerra de implicações mundiais após uma pandemia que afetou tudo e todos. Mas neste momento, é isso que se exige e que todos esperamos.

2. O concelho de Odemira já acolheu cerca de uma centena de refugiados ucranianos ao longo das últimas semanas, anunciou a Câmara Municipal. Destes, perto de 40 chegaram ao Alentejo Litoral na madrugada da última quarta-feira, 23, fruto de uma caravana humanitária dinamizada por 14 voluntários. Em tempos de grande dificuldade, a missão "Pé na Ucrânia" demonstrou que é a solidariedade (e a falta dela) que distingue os Homens e as Nações. Parabéns a todos!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 24/06/2022
AdSA tem
novo centro de
atendimento
A empresa Águas de Santo André (AdSA), com sede em Vila Nova de Santo André (Santiago do Cacém), acaba de lançar um novo serviço de atendimento aos clientes, a funcionar em permanência 24 horas por dia.
07h00 - sexta, 24/06/2022
Nova central solar vai
ser construída em Sines
Uma central fotovoltaica, com capacidade para mais de 91 mil painéis solares e uma potência de 49 megawatts, vai ser instalada no concelho de Sines, numa área de 100 hectares.
11h00 - quinta, 23/06/2022
Feira PIMEL
de regresso em
Alcácer do Sal
Música, gastronomia e atividades equestres compõem o 'cartaz' deste ano da PIMEL – Feira de Turismo e das Atividades Económicas de Alcácer do Sal, que decorre a partir desta quinta-feira, 23, no "espaço renovado" do Parque Urbano da cidade.
07h00 - quinta, 23/06/2022
Detido por
tráfico de droga
em Milfontes
Um homem de 27 anos foi detido, no domingo, 19, pela GNR por suspeitas da prática do crime de tráfico de estupefacientes em Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira.
07h00 - quinta, 23/06/2022
Produção de arroz cai
20% no Vale do Sado
O presidente do Agrupamento de Produtores de Arroz do Vale do Sado (APARROZ), com sede em Alcácer do Sal, estima uma quebra de 20% na produção de arroz na região em relação à campanha de 2021, com uma redução da área de cultivo na ordem dos 1.

Data: 17/06/2022
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial