07h00 - sábado, 04/08/2018

Festival Sudoeste leva
"enchente" à Zambujeira

Festival Sudoeste leva "enchente" à Zambujeira

A Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar, Odemira, está a preparar-se para receber o Festival Meo Sudoeste 2018, que vai decorrer de terça-feira a sábado, dias 7 a 11 de Agosto. Mas já neste sábado, 4, começam a chegar muitos dos jovens "festivaleiros", que ficarão na zona de campismo, preparada para receber milhares de pessoas.
No ano em que o festival assinala 21 anos de existência, a aposta vai para uma ainda maior atenção às zonas de estar e lazer, com um forte reforço a nível tecnológico e de infra-estruturas, bem como a momentos de programação diferentes, desenhados para animar as tardes do campismo até à abertura do recinto.
Os destaques do cartaz do Meo Sudoeste 2018 são Shawn Mendes, que chega com novo álbum para apresentar, e J Balvin, Lil Pump e Jason Derulo, que se estreiam em Portugal. Os fãs da música electrónica aguardam com expectativa as atuações de Don Diablo, Desiigner, Hardwell e Marshmello e a música nacional estará bem representada com concertos como os de Diogo Piçarra ou Mundo Segundo & Sam The Kid, que prometem levar ao rubro o público do MEO Sudoeste.
Com a programação no recinto a terminar na noite de sábado, 11 de Agosto, os festivaleiros terão o dia de domingo, 12, para tranquilamente se despedirem da melhor semana de férias de sempre, podendo deixar o campismo até às 20h00.
Para um maior conforto dos festivaleiros que ficam no recinto, a organização disponibiliza uma cozinha comunitária, máquinas de lavar e secar roupa, uma zona de restauração e de duches.
A zona de alimentação foi uma das áreas em que a organização apostou este ano, e que agora poderá ser encontrada logo à entrada do recinto. Também a zona de alimentação na área do campismo foi melhorada, de modo a que os festivaleiros se sintam cada vez mais em casa.
Com a consciência de que todas as áreas do festival são importantes, também o Espaço Criança da Santa Casa estará este ano localizado numa zona de melhor acesso logo à entrada do recinto. E os Palcos LG by Mega Hits e MOCHE Ring também surgem nesta edição do Meo Sudoeste em zonas mais delineadas, de modo a terem uma estrutura mais orgânica no festival e mais confortável para o público.
A Vila Santa Casa este ano tem nova localização e aposta na programação musical, envolvendo a comunidade local e os festivaleiros, e que vão ter curadoria de Capicua, Francisco Rebelo e XEG. Vai ainda haver workshops pela Escola de Música Tradicional de Odemira, com Marco Vieira a desenvolver oficinas de viola campaniça, cavaquinho, percussões e cante e Gonçalo Condeixa, artista plástico, oficinas sob o mote "A Forma do Som".
A segurança é uma preocupação da organização, que construiu no local "um quartel para os bombeiros de Odemira, um para a GNR e um pequeno hospital".


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 29/05/2020
PSD questiona caravanismo
"selvagem" no Alentejo Litoral
O PSD pretende saber se o Governo vai rever o actual quadro legal para proteger regiões como a Costa Vicentina e o Sudoeste Alentejano da prática daquilo que apelida de "auto-caravanismo selvagem".
07h00 - terça, 26/05/2020
500 portáteis distribuídos
por alunos de Odemira
São 500 computadores portáteis e 280 routers que permitem o acesso à Internet: é este equipamento informático que a Câmara de Odemira vai distribuir pelos alunos do concelho, no sentido de assegurar que todos os jovens estudantes tenham à disposição as ferramentas necessárias para o ensino à distância.
09h00 - segunda, 25/05/2020
Freguesia
de São Luís sem
médico há meses
A Junta de Freguesia de São Luís, no concelho de Odemira, está indignada pela falta de profissionais de saúde na Extensão de Saúde local, sendo que de momento a freguesia não conta com médico, enfermeiros ou sequer serviços administrativos.
07h00 - segunda, 25/05/2020
Plataforma pelas Artes
nasce no concelho de Odemira
A vila de Odemira foi um dos "palcos", na passada quinta-feira, 21, da vigília pelas artes e cultura em Portugal, numa iniciativa da qual acabou por nascer a Plataforma Cultura e Artes Odemira, que junta diversos artistas residentes no concelho.
08h00 - sexta, 22/05/2020
Vereadora Deolinda Seno Luís: "Era incompreensível Odemira não ter CLDS"
Em entrevista ao "SW" a vereadora Deolinda Seno Luís, responsável pelo pelouro da Intervenção Social na Câmara de Odemira, explica a importância de o concelho ter, pela primeira vez, um Contrato Local de Desenvolvimento Social no seu território.

Data: 22/05/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial