07h00 - segunda, 21/09/2020

Odemira investe 2,8 milhões
no ano lectivo de 2020-2021

Odemira investe 2,8 milhões no ano lectivo de 2020-2021

A Câmara de Odemira vai investir mais de 2,8 milhões de euros na área da Educação ao longo do ano lectivo de 2020-2021, que arrancou oficialmente (e presencialmente) nesta semana. Um ano lectivo marcado pelas "regras" associadas à Covid-19 e também por muitas novidades, caso do novo centro Escolar de São Teotónio, já aberto e que custou à autarquia cerca de 1,7 milhões de euros.
"É um projecto concretizado e que se insere na estratégica de desenvolvimento e melhoramentos do parque escolar do concelho de Odemira, aguardando-se também para breve o início as obras da construção de mais um novo centro escolar, em São Luís", por 1,5 milhões de euros, sublinha ao "SW" a vereadora responsável pelo pelouro da Educação na Câmara de Odemira.
Segundo Deolinda Seno Luís, o equipamento agora estreado em São Teotónio "comporta 10 salas de aula e demais espaços complementares de apoio, num investimento autárquico que orçou em 1,7 milhões de euros a que acresce os custos com o mobiliário, equipamento informático e material didáctico".
A par da abertura do novo Centro Escolar de São Teotónio, a Câmara de Odemira estima um investimento no ano lectivo de 2020-2021 ligeiramente superior a 2,8 milhões de euros. Deste montante, revela Deolinda Seno Luís, 520 mil euros destinam-se a acções no âmbito do projecto de Promoção do Sucesso Escolar, alvo de financiamento através do Alentejo 2020.
A isto junta-se um investimento de 778 mil euros em transportes escolares, através de protocolos com as juntas de freguesia e a Rodoviário do Alentejo e pagamento dos passes a alunos que frequentem as escolas do concelho, mais 506 mil euros em refeições escolares e quase 363 mil euros em actividades de apoio e de animação à família.
Os protocolos com os cinco agrupamentos de Escolas para apoio financeiro para visitas de estudo e atribuição de bolsas de estudo e de mérito representam um investimento de 105 mil euros, enquanto o apoio financeiro para aquisição de material escolar para todos os alunos da escolaridade obrigatória, do 1ºao 12º ano, está avaliado em 68 mil euros.
No investimento previsto pela Câmara de Odemira para o ano lectivo de 2020-2021 surgem ainda o protocolo com a Escola de Artes do Alentejo Litoral para promoção do ensino articulado de Música na Escola Damião de Odemira (35 mil euros), a Acção Social Escolar (5.000 euros), a promoção das Ciências Experimentais e Território (30 mil euros), a mobilidades para fins de aprendizagem de pessoal docente e não docente (51.500 euros), e o desenvolvimento do projecto de Educação Emocional na Educação Pré-escolar, 1º e 2º ciclos (20 mil euros).
Além disto, revela a vereadora, será atribuído um apoio financeiro a todos os alunos matriculados no concelho, do 1º ao 12º anos, "para aquisição dos materiais escolares, no valor de 24 euros por aluno e no montante global de 68.712 euros. "Esta iniciativa insere-se no conjunto de medidas de apoio às famílias, que o Município de Odemira tem vindo a implementar para minimizar o impacto provocado pela pandemia da doença Covid-19", explica.
Deolinda Seno Luís acrescenta que este ano lectivo será ainda "marcado pela disponibilização às escolas de equipamentos informáticos, contando estas com os 500 computadores e os 280 routers adquiridos em Junho passado, num investimento financeiro de 300 mil euros, respondendo à diversificação de actividades na sala de aula, mas também permitindo a entrega a alunos que não disponham destes recursos em situação de confinamento".
E como este ano há novas "regras" de funcionamento nas escolas devido à pandemia, a Câmara de Odemira decidiu conceder um apoio financeiro às 10 comunidades escolares do concelho, por forma a garantir que nas escolas não faltem materiais de protecção e de desinfecção, "recursos tão importantes no presente ano lectivo", acrescenta a eleita.
"Em suma e com vista à promoção do sucesso escolar e de um território educativo de qualidade, o Município prevê assim investir mais de 2,5 milhões de euros no ano lectivo de 2020-2021", num trabalho que "apenas é possível" pelo entendimento da autarquia "em considerar a Educação como um dos pilares para o desenvolvimento sócio-económico do território, sendo uma das prioridades de investimento e de actuação", conclui Deolinda Seno Luís.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - segunda, 26/10/2020
Odemirense entrou
em campo com
apenas sete atletas
Depois da falta de comparência no jogo da primeira jornada, o Odemirense entrou em campo com apenas sete jogadores neste domingo, 25, na partida da segunda jornada da 1ª divisão distrital de Beja contra a equipa da União Serpense.
07h00 - quinta, 22/10/2020
Festivais Sudoeste
e Músicas do Mundo
recebem prémio
Os festivais Meo Sudoeste e Músicas do Mundo de Sines (FMM) foram galardoados durante a quinta edição dos Iberian Festival Awards (Prémios dos Festivais Ibéricos), cuja cerimónia se realizou no domingo, 18, em formato online.
07h00 - quinta, 22/10/2020
António Camilo admite propôr
alienação do salão de festas
dos Bombeiros de Odemira
António Camilo admite a possibilidade de vir a propôr que a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Odemira possa alienar o seu salão de festas para garantir as receitas necessárias à requalificação do seu quartel ou de outros investimentos na operação, se tal vier a ser necessário.
07h00 - quarta, 21/10/2020
Caçadores de São Teotónio
apresentam preocupações
Representantes das sete associações de caçadores da freguesia de São Teotónio (Odemira) reuniram a 10 de Outubro com o deputado do PS eleito por Beja, Pedro do Carmo, onde apresentaram as suas preocupações relativamente ao momento que o sector enfrenta.
07h00 - segunda, 19/10/2020
Odemira exige reposição
das freguesias ao Governo
A Assembleia Municipal de Odemira aprovou, por maioria, uma moção apresentada pela bancada da CDU onde é exigida ao Governo a reposição das freguesias extintas em 2013.

Data: 16/10/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial