08h00 - terça, 16/02/2021

Suspeitos do Costume
lançam disco gravado
ao vivo em Odemira

Suspeitos do Costume lançam disco gravado ao vivo em Odemira

Depois de um ano (praticamente) sem concertos, a banda punk-rock Suspeitos do Costume, de Odemira, lançou no sábado, 13 de Fevereiro, o trabalho "Ao Vivo – Sessão de Estúdio", em que surge ao lado dos algarvios Contra Corrente.
Editado pela "Amazing Records", o novo trabalho conta com seis faixas gravadas ao vivo, três de cada banda. Os Suspeitos do Costume gravaram "Mente Feita De Cal", "Sem Direcção" e "Lisboa Menina e Moça" (um original Carlos do Carmo) em Agosto de 2020, no cine-teatro Camacho Costa, em Odemira. Já os temas "Mundo Novo", "Sem Sentido" e "Inveja" foram gravados pelos Contra Corrente em Setembro do ano passado, no Algarve.
Este disco é "uma forma de matar um bocadinho as saudades dos concertos que não houveram neste último ano", reconhece ao "SW" Rui Matos, vocalista da banda, que integra ainda Telmo Carrilho e Adriano Almeida (guitarra), Ricardo Martins (baixo) e João Emídio (bateria).
Segundo Rui Matos, este projecto nasceu depois dos Suspeitos do Costume terem gravado vários temas ao vivo a pedido da Câmara de Odemira, que depois transmitiu esse "concerto" nas redes sociais.
"Achámos que havia ali mais qualquer coisa a fazer, havia mais sumo a espremer", justifica Rui Matos, acrescentando que, depois de falar com o produtor Miguel Marques, a banda decidiu avançar com a edição do disco… em conjunto com os Contra Corrente. "Retirámos algumas músicas e convidámos a outra banda. Isso ajuda a divulgar o nosso trabalho, assim como nós ajudamos a divulgar o trabalho dela".
O novo trabalho fica disponível a partir deste sábado, 13, em algumas plataformas de streaming na Internet. O disco em formato físico poderá também ser adquirido através da página de Facebook da banda e em algumas lojas de discos e CD's espalhadas pelo país.
"Vamos tentar distribuí-lo também um bocado fora de Portugal", anuncia Rui Matos, considerando que os três tremas agora editados "estão muito idênticos aos originais, mas com aquela roupagem ao vivo", ou seja, "mais sujos e com mais raiva".
Entre estes temas está o clássico "Lisboa Menina e Moça", de Carlos do Carmo, a que os Suspeitos do Costume juntaram alguns (muitos) riffs de guitarra. "Na altura das gravações houve uma série de músicas que estiveram em cima da mesa, mas sempre achei que essa música era especial. Porque fala um bocadinho de nós, da nossa história, da nossa capital e é de um artista singular e intemporal", argumenta Rui Matos.
O vocalista dos Suspeitos do Costume revela ainda que, como todos os temas estão gravados em vídeo, a banda vai igualmente "lançar três videoclips dessa sessão".


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 08/04/2021
HLA tem dois novos postos
de carregamento elétrico
O Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém, disponibiliza, desde esta quarta-feira, 7 de abril, dois novos postos de carregamento duplos para viaturas elétricas.
07h00 - quinta, 08/04/2021
PEV questiona Governo sobre
central solar em Santiago
O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) questionou no Parlamento o Governo, através do Ministério do Ambiente e da Ação Climática, a pretensão de instalar uma central fotovoltaica em Vale de Água, no concelho de Santiago do Cacém.
07h00 - quarta, 07/04/2021
Higienização de
contentores em Santiago
A Câmara de Santiago do Cacém iniciou, no final de março, uma nova ação de higienização dos contentores de resíduos urbanos indiferenciados, abrangendo um total de 1872 contentores de superfície.
07h00 - terça, 30/03/2021
Altice Portugal nega
acusações do autarca
de Santiago do Cacém
A Altice Portugal veio a público manifestar a sua "surpresa e perplexidade" perante as acusações do presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, que criticou a empresa pela falta de cobertura de rede de internet e telemóvel em vários pontos do concelho.
07h00 - segunda, 29/03/2021
PCP preocupado com fecho de
Unidade de Convalescença do HLA
A Direção da Organização Regional do Litoral Alentejano (DORLA) do PCP veio a público manifestar a sua "preocupação" face ao encerramento da Unidade de Convalescença do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

Data: 09/04/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial