07h00 - sexta, 17/09/2021

Arménio Simão (PSD/CDS-PP): "40 anos de políticas erradas"

Arménio Simão (PSD/CDS-PP): "40 anos de políticas erradas"

O candidato da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Odemira, Arménio Simão, diz ser necessário alterar o rumo do concelho, depois das "políticas erradas seguidas há mais de 40 anos na gestão do município".

Porque razão devem os odemirenses elegê-lo presidente do Município de Odemira?
A candidatura da coligação PSD/CDS à Câmara de Odemira, por mim encabeçada, apresenta um programa coerente, com propostas concretas, potenciador de um desenvolvimento integrado e sustentado, com um plano de realização temporal bem definida, capaz de inverter o posicionamento do concelho, que se apresenta, hoje, nos últimos lugares do ranking nacional e regional, no conjunto dos vários indicadores de desenvolvimento sócio económico. A minha experiência de mais de 20 anos em funções técnico pedagógicas da Direcção Regional de Educação do Algarve, com responsabilidades na Direcção de Serviços de Recursos Materiais, responsável pelo apetrechamento do parque escolar e corresponsável no planeamento, reabilitação, reabilitação e ampliação de edificado escolar, contratação pública e gestão de apetrechamentos, apoiado, na presente missão, por uma equipa multidisciplinar, com formação em várias áreas do conhecimento, de reconhecida capacidade e competência técnica e profissional, dão total garantia de ter reunidas as condições para assumir o desafio e a responsabilidade de ser o presidente do executivo da Câmara de Odemira. Posso, assim, prometer aos odemirenses total empenho e dedicação para colocar o concelho no patamar de desenvolvimento económico e social que a sua dimensão e potencialidades justificam e os seus residentes merecem.

Dentro daquilo que é o vosso programa eleitoral, que áreas serão prioritárias para o mandato 2021-2025?
Assegurar o acompanhamento permanente aos mais desfavorecidos e mais frágeis é uma exigência e uma preocupação que está bem patente no nosso programa como resposta social indispensável de primeira linha. O atraso estrutural que o concelho apresenta em áreas nucleares como a habitação, a educação, a rede viária nacional e municipal, a não total cobertura de energia elétrica, a falta ou deficiente cobertura de rede móvel e de internet, a rede de caixas multibanco, insuficiente em várias zonas do concelho, são a consequência de políticas erradas seguidas há mais de 40 anos na gestão do município. A sistemática falta de visão estratégica para criar as condições políticas favoráveis a um desenvolvimento integrado para o concelho deixou-o sectorialmente desequilibrado ou mesmo altamente deficitário em sectores de atividade com enorme impacto social, como é, por exemplo, o caso da habitação. Os sectores de atividade que atualmente mais contribuem para a economia do concelho e para o mercado de trabalho são o sector agrícola e o sector dos serviços, que tem nos serviços do município a maior entidade empregadora. Nenhum modelo de desenvolvimento económico apoiado apenas em dois pilares da atividade económica pode assegurar ou garantir estabilidade socioeconómica aos seus munícipes, sobretudo em situações de crise inesperadas. Perante este retrato do concelho, com todas as suas debilidades, sobressaem cinco áreas que consideramos prioritárias: habitação, saúde, educação, ordenamento do território e modernização dos serviços.

Que projeto é essencial ser concretizado em Odemira?
A Estratégia Local de Habitação, recentemente aprovada em sede de Assembleia Municipal, constitui um documento fundamental e um contributo indispensável para resolver o problema crónico da habitação no concelho de Odemira. É uma oportunidade única e irrepetível para criar as condições de habitabilidade que o concelho precisa e merece. Precisa, contudo, de ser operacionalizada num quadro de grande exigência para cumprir o seu programa, no curto espaço de tempo que dispõe para ser executada. Não há espaço nem tempo para derrapagens, não há tolerância para complexos ideológicos no direito ao acesso à construção de habitação! Há a absoluta necessidade de compatibilizar interesses, capacidades e meios para que o sector público, o sector privado e o sector cooperativo possam desenvolver a sua atividade simultaneamente, em especial, no âmbito desta estratégia. Este é o principal e o mais importante projeto que se coloca hoje como desafio ao futuro presidente do executivo da Câmara de Odemira para os próximos quatro anos. Ignorar esta realidade é ignorar os odemirenses.

O que será um bom resultado para a vossa candidatura na noite de 26 de setembro?
O PSD e o CDS-PP construíram esta coligação e um projeto de desenvolvimento para o concelho assente em bases muito sólidas e em estratégias de realização muito concretas, com contributos fundamentais de várias personalidades do concelho. As listas apresentadas aos odemirenses são maioritariamente constituídas por pessoas independentes, identificados com o concelho e com as freguesias que representam. O programa eleitoral apresentado aos nossos eleitores é um contrato que com eles queremos "assinar"no dia 26 de setembro, no qual estaremos "Juntos para cumprir". Ganhar qualquer eleição é sempre o melhor resultado.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - sexta, 15/10/2021
STAL organiza
manifestação em Alcácer
O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional (STAL) promove nesta sexta-feira, 15, pelas 9h00, uma manifestação no Largo do Tribunal à Praça Pedro Nunes, em Alcácer do Sal.
07h00 - quinta, 14/10/2021
Rastreio visual
em Alcácer do Sal
O projeto CLDS 4G "Alcácer Valoriza Gerações" está a promover um rastreio visual gratuito junto da população sénior do concelho, por forma a assinalar o Dia Mundial da Visão, que se comemora esta quinta-feira, 14.
07h00 - terça, 12/10/2021
Tomada de posse
nos órgãos autárquicos
de Alcácer do Sal
Os novos eleitos na Câmara e Assembleia Municipal de Alcácer do Sal tomam posse nesta terça-feira, 12, a partir das 21h00, numa cerimónia a realizar no Auditório Municipal da cidade.
07h00 - sexta, 08/10/2021
UF de Alcácer aprova
subsídio de penosidade
A União das Freguesias de Alcácer do Sal e Santa Susana (UFASSS), no concelho de Alcácer do Sal, já iniciou o pagamento do subsídio de penosidade e insalubridade aos seus assistentes operacionais.
07h00 - segunda, 04/10/2021
Nova ETAR
da Comporta já
está a funcionar
A nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Comporta, no concelho de Alcácer do Sal, já entrou em funcionamento, depois de um investimento de 1,9 milhões de euros.

Data: 15/10/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial