00h00 - sexta, 15/07/2016

Medronho com sabor
às terras do "Sudoeste"

Medronho com sabor às terras do "Sudoeste"

"Medronho SW" – a marca é apelativa e a estratégia da Câmara de Odemira está muito bem definida: "Valorizar e alargar os horizontes dos produtos locais feitos a partir de medronho".
O projecto foi apresentado durante a BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa 2016 e tem como lema "Medronho que é medronho é do SW", com o claro propósito de dar notoriedade a um dos produtos mais típicos do concelho.
Até este momento, o percurso do projecto tem sido positivo e o balanço do vereador Ricardo Cardoso não podia ser mais optimista.
"As coisas têm estado a correr francamente bem. Na verdade, nos produtos endógenos temos estado a fazer um trabalho cada vez mais objectivo, mais próximo das pessoas e com cada vez mais aceitação por parte dos novos empreendedores", declara ao "SW".
O autarca explica que a Câmara Municipal tem estado "a trabalhar de forma muito activa na valorização" do medronho e, a comprovar esse empenho, já existem "mais de 30 pretensões de criação de destilarias" no concelho.
"Temos cada vez mais gente a laborar! São já 13 rótulos no concelho de Odemira e estamos também a desenvolver a marca 'Medronho SW', de forma a dar uma visibilidade maior a este produto. E acreditamos que o vamos conseguir, porque temos vários projectos em marcha e com certeza que daqui a dois ou três anos esta será uma marca incontornável do sul do país", explica Ricardo Cardoso.
Neste momento, a marca já está registada e a Câmara de Odemira aposta em criar "um referencial de qualidade". Só depois disso, revela Ricardo Cardoso, será possível "atribuir o selo àqueles que já existem e àqueles que entretanto começarem a existir". Digamos que ainda estamos numa fase de implementação da marca", esclarece.
O eleito do PS admite que este projecto avançou a pensar nas freguesias mais interiores do concelho de Odemira, porque é nesse território que existe este produto. E assume que o trabalho feito até agora está a dar bons resultados.
"No interior, esta é uma tradição com largos anos e é muito importante para estas freguesias aquilo que se está a fazer. Com a criação da associação [Arbutus], com a predisposição do Município para ajudar ao licenciamento e com a criação da marca 'Medronho SW' as coisas têm avançado muito depressa e bem", remata.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 13/08/2020
OP de Odemira 2020
recebeu 56 propostas
A população do concelho de Odemira apresentou um total de 56 propostas de investimento público, no âmbito do "Orçamento Participativo" (OP) 2020, promovido pela autarquia local.
07h00 - quinta, 13/08/2020
Associação Tic Tac
celebra 5º aniversário
A associação Tic Tac, com sede no concelho de Odemira, assinala nesta quinta-feira, 13 de Agosto, o quinto aniversário da sua fundação, período ao longo do qual tem dinamizado diversas acções ligadas à Educação e à juventude.
07h00 - quarta, 12/08/2020
Clubes certificados
recebem apoio da AFBeja
A Associação de Futebol de Beja (AFBeja) decidiu atribuir um apoio financeiro adicional aos clubes de futebol e futsal filiados que obtiveram certificação pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na época de 2019-2020.
07h00 - terça, 11/08/2020
Rota Vicentina apela à
"consciência" dos turistas
A Rota Vicentina veio a público apelar "a uma conduta consciente" por parte de todos os visitantes do Alentejo Litoral, nomeadamente os que praticam campismo e caravanismo, o que devem fazer "exclusivamente" nos parques de campismo da região.
07h00 - terça, 11/08/2020
Seca preocupa autarcas da área do Parque Natural
Os presidentes das câmaras municipais de Odemira, Sines, Aljezur e Vila do Bispo manifestaram-se preocupados com a seca que afecta as bacias do Mira e do Barlavento algarvio, exigindo "a elaboração de planos de contingência" para fazer face a uma situação que "tende a agravar-se".

Data: 31/07/2020
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial