00h00 - sexta, 15/07/2016

Medronho com sabor
às terras do "Sudoeste"

Medronho com sabor às terras do "Sudoeste"

"Medronho SW" – a marca é apelativa e a estratégia da Câmara de Odemira está muito bem definida: "Valorizar e alargar os horizontes dos produtos locais feitos a partir de medronho".
O projecto foi apresentado durante a BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa 2016 e tem como lema "Medronho que é medronho é do SW", com o claro propósito de dar notoriedade a um dos produtos mais típicos do concelho.
Até este momento, o percurso do projecto tem sido positivo e o balanço do vereador Ricardo Cardoso não podia ser mais optimista.
"As coisas têm estado a correr francamente bem. Na verdade, nos produtos endógenos temos estado a fazer um trabalho cada vez mais objectivo, mais próximo das pessoas e com cada vez mais aceitação por parte dos novos empreendedores", declara ao "SW".
O autarca explica que a Câmara Municipal tem estado "a trabalhar de forma muito activa na valorização" do medronho e, a comprovar esse empenho, já existem "mais de 30 pretensões de criação de destilarias" no concelho.
"Temos cada vez mais gente a laborar! São já 13 rótulos no concelho de Odemira e estamos também a desenvolver a marca 'Medronho SW', de forma a dar uma visibilidade maior a este produto. E acreditamos que o vamos conseguir, porque temos vários projectos em marcha e com certeza que daqui a dois ou três anos esta será uma marca incontornável do sul do país", explica Ricardo Cardoso.
Neste momento, a marca já está registada e a Câmara de Odemira aposta em criar "um referencial de qualidade". Só depois disso, revela Ricardo Cardoso, será possível "atribuir o selo àqueles que já existem e àqueles que entretanto começarem a existir". Digamos que ainda estamos numa fase de implementação da marca", esclarece.
O eleito do PS admite que este projecto avançou a pensar nas freguesias mais interiores do concelho de Odemira, porque é nesse território que existe este produto. E assume que o trabalho feito até agora está a dar bons resultados.
"No interior, esta é uma tradição com largos anos e é muito importante para estas freguesias aquilo que se está a fazer. Com a criação da associação [Arbutus], com a predisposição do Município para ajudar ao licenciamento e com a criação da marca 'Medronho SW' as coisas têm avançado muito depressa e bem", remata.


COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 15/04/2021
Junta de São Teotónio defende
sustentabilidade da caça
A Junta de São Teotónio está a preparar um conjunto de medidas de apoio para permitir a sustentabilidade da atividade cinegética nesta freguesia do concelho de Odemira.
07h00 - quarta, 14/04/2021
Dona do Zmar está insolvente,
mas unidade turística vai reabrir
A declaração de insolvência da empresa responsável pelo Zmar – Eco Camping Resort não coloca em risco de encerramento este complexo turístico em Odemira (Beja), que prevê reabrir "muito em breve", disse fonte do empreendimento.
07h00 - terça, 13/04/2021
AFBeja retoma
campeonatos distritais
no mês de maio
A Associação de Futebol de Beja (AFBeja) já tem preparada a retoma dos campeonatos distritais da 1ª e da 2ª divisão, assim como de sub-23 e de futsal, para concluir a época desportiva de 2020-2021.
07h00 - terça, 13/04/2021
Criminalidade aumentou no Litoral Alentejano em 2020
A criminalidade aumentou em 2020 no Alentejo Litoral, com mais uma centena de crimes participados face ao ano anterior.
07h00 - segunda, 12/04/2021
Associações da freguesia
de São Teotónio ganham
novas instalações
A Junta de São Teotónio, no concelho de Odemira, acaba de criar o Centro de Associações Locais de São Teotónio (CALST), que visa dar uma resposta às coletividades da freguesia que não dispõem de uma sede social ou de um local físico próprio.

Data: 09/04/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial