00h00 - sexta, 12/02/2016

Associação em Odemira
para valorizar medronho

Associação em Odemira para valorizar medronho

A união faz a força – a expressão é antiga e serve de mote à Arbutus – Associação para a Promoção do Medronho, criada em Setembro de 2015 dm Odemira com o objectivo de promover e valorizar os produtores de aguardente e outros derivados do medronho.
A nova associação está ainda a dar os primeiros passos, mas o seu presidente afiança que a sua existência era uma necessidade há muito sentida por todos os que estão ligados ao sector.
"Esta associação já devia ter surgido há mais tempo e tem como principal objectivo a promoção do medronho, assim como dos saberes e tradições que lhe estão associados", diz ao "SW" António Ramos, 48 anos.
"Ainda temos muito que fazer, mas todos juntos – através desta associação – será mais fácil", acrescenta o dirigente, que apesar de não ser produtor conhece bem a actividade desde o tempo em que o avô tinha uma destilaria na aldeia de São Miguel (freguesia de São Teotónio).
Os responsáveis pela Arbutus estão ainda a delinear o caminho a trilhar pela nova associação, mas há desde já dois objectivos bem definidos.
"Queremos ter mais sócios e mais destilarias no concelho", assume com ambição António Ramos, para quem "há muita qualidade que não está a ser aproveitada".
"Temos de plantar mais medronheiros e aproveitar aqueles que já estão no terreno. É altura de termos mais medronho no concelho e apostar na qualidade. Porque a qualidade é uma garantia de escoamento do produto. E se isto for rentável – e vai ser de certeza – os agricultores irão também apostar no medronho", defende.
Nos planos da associação está também a presença em eventos como a FACECO (que se realiza em Julho em São Teotónio) e o estabelecimento de protocolos com instituições de ensino superior para estudos associados ao medronho.
Isto além da contratação de um técnico que apoie os associados e produtores no dia-a-dia e possa realizar algum trabalho de investigação na área.
"No fundo, queremos mostrar que em Odemira vale a pena apostar nesta cultura e que aqui há muito e bom medronho", sintetiza António Ramos, voltando a apelar à união dos produtores.
"A união faz a força e se estivermos todos juntos será tudo mais fácil. Porque quantos mais formos, mais força teremos para promover este magnífico produto", conclui.


Notícias Relacionadas

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - quinta, 15/04/2021
Junta de São Teotónio defende
sustentabilidade da caça
A Junta de São Teotónio está a preparar um conjunto de medidas de apoio para permitir a sustentabilidade da atividade cinegética nesta freguesia do concelho de Odemira.
07h00 - quarta, 14/04/2021
Dona do Zmar está insolvente,
mas unidade turística vai reabrir
A declaração de insolvência da empresa responsável pelo Zmar – Eco Camping Resort não coloca em risco de encerramento este complexo turístico em Odemira (Beja), que prevê reabrir "muito em breve", disse fonte do empreendimento.
07h00 - terça, 13/04/2021
AFBeja retoma
campeonatos distritais
no mês de maio
A Associação de Futebol de Beja (AFBeja) já tem preparada a retoma dos campeonatos distritais da 1ª e da 2ª divisão, assim como de sub-23 e de futsal, para concluir a época desportiva de 2020-2021.
07h00 - terça, 13/04/2021
Criminalidade aumentou no Litoral Alentejano em 2020
A criminalidade aumentou em 2020 no Alentejo Litoral, com mais uma centena de crimes participados face ao ano anterior.
07h00 - segunda, 12/04/2021
Associações da freguesia
de São Teotónio ganham
novas instalações
A Junta de São Teotónio, no concelho de Odemira, acaba de criar o Centro de Associações Locais de São Teotónio (CALST), que visa dar uma resposta às coletividades da freguesia que não dispõem de uma sede social ou de um local físico próprio.

Data: 09/04/2021
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial