15h08 - quinta, 20/06/2019

Encurtar as distâncias


Carlos Pinto
Quem mora na periferia sabe bem o quão difícil é, por vezes, chegar ao centro. Nas grandes cidades há que conjugar horários de transportes com agendas pessoais/ profissionais ou então seguir viagem em transporte próprio, "envelhecendo" séculos nas horas a fio que se passam parados em filas de trânsito. Nas pequenas cidades ou vilas não há estes constrangimentos no tráfego, mas encontrar lugar para estacionar e aceder aos principais serviços locais não deixa de ser, por vezes, mais difícil que acertar na combinação da lotaria. E depois há as aldeias e as pequenas localidades do interior do interior, onde não há transportes públicos regulares e a maior parte da população é idosa, o que faz com que qualquer viagem para ir ao banco ou ao centro de saúde tenha de ser planeada com a mesma antecedência que um passeio a Londres ou Paris.
Este quadro que não é, de maneira nenhuma, ficcionado. Acontece todos os dias em Lisboa, em Beja ou em Santa Clara-a-Velha. Daí que o projecto-piloto "Transporte a Pedido" [ver página 4], que está a ser planeado pela Câmara de Odemira com o apoio da CCDR do Alentejo e que deve implementado durante o segundo semestre de 2019, tem todas as condições para ser extrema utilidade para as populações do concelho, sobretudo aquelas que fazem vida no interior.
Numa época em que se fala tanta de coesão social e em que o combate ao despovoamento é uma prioridade nacional, são medidas como estas que ajudam a travar o êxodo do interior. "Encurtar distâncias" entre as grandes e pequenas localidades, entre o litoral e o interior, é uma medida que ajuda a reequilibrar os "pratos da balança" entre os vários "países" que existem em Portugal. Só assim teremos condições para que viver no interior não seja, no curto prazo, uma impossibilidade.



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - terça, 16/07/2019
Prémio de arquitectura
para casa em Alcácer
A "Casa 3000", concebida pelo arquitecto Luís Rebelo de Andrade e situada na Herdade da Considerada (Alcácer do Sal), foi distinguida nos prémios de arquitectura "Architizer A+", na categoria "Conceitos-Plus-Arquitectura + Cor".
07h00 - terça, 16/07/2019
BE acusa CIMAL de não
implementar PART na região
O Bloco de Esquerda (BE) do Alentejo Litoral acusa a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL) de ter defraudado as expectativas dos cidadãos, dado ainda não ter colocado em prática o Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) nos transportes públicos da região.
07h00 - terça, 16/07/2019
Obras no estacionamento
da praia de Melides
A Câmara de Grândola já concluiu as obras de requalificação do parque de estacionamento da praia de Melides, investimento avaliado em cerca de 85 mil euros e que decorreu no âmbito da estratégia de melhoramentos dos apoios a esta zona balnear.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Alcácer do Sal
tem novo Conselho
de Segurança
O novo Conselho Municipal de Segurança (CMS) de Alcácer do Sal tomou posse no final da passada semana, tendo por objectivos "promover a articulação, a troca de informações e a cooperação" entre entidades locais ligadas à área.
07h00 - segunda, 15/07/2019
Balcão Único de Odemira
assinala nove anos de existência
O Balcão Único (BU) da Câmara de Odemira assinalou, na passada sexta-feira, 12 de Julho, nove anos de existência, sendo que actualmente conta com uma média de 10 mil atendimentos a munícipes por ano.

Data: 05/07/2019
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial